Novos Protocolos ARP

logo arp-100No seguimento dos protocolos anunciados no final do ano de 2016 com vista ao estabelecimento de benefícios para os associados da ARP, vimos anunciar duas novas parcerias, com a PH Neutro e com a Mediadora de Seguros da Companhia Fidelidade, Alexandra Rasquette, e informar da suspensão da parceria celebrada com a Loja Conservar Património.

Mais informações em Protocolos

 

 

Caros Associados,

 

No seguimento dos protocolos anunciados no final do ano de 2016 com vista ao estabelecimento de benefícios para os associados da ARP, vimos anunciar duas novas parcerias e informar da suspensão da parceria celebrada com a Loja Conservar Património.

As novas parcerias são com a PH Neutro e com a Mediadora de Seguros da Companhia Fidelidade, Alexandra Rasquette. A primeira centra-se na venda de produtos e equipamentos na área da Conservação e Restauro, sendo uma das empresas nacionais mais representativas; a segunda, ligada a uma das principais seguradoras, permitirá a obtenção de vantagens em seguros de acidentes de trabalho e outros produtos.

Relativamente ao protocolo com a Mediadora de Seguros da Companhia Fidelidade, Alexandra Rasquette, impõe-se uma pequena nota de esclarecimento. As primeiras abordagens levadas a cabo pela ARP, neste contexto, passaram pelas companhias de seguros. Contudo, as respostas foram sempre negativas, tendo sido invocadas como razões comerciais o facto do universo de associados da ARP ser pouco expressivo e a inexistência de um historial de risco associado ao desempenho da nossa profissão.

A mediação de seguros surgiu assim como possibilidade para concretizar este protocolo específico. Com os agentes de mediação a possuírem autonomia e condições negociais vantajosas junto das Companhias de Seguro, e tendo existido receptividade nos vários contactos que foram sendo feitos junto dos mesmos, este processo passou a fazer-se por esta via, assumindo-se como a única possível à data. Após várias consultas a Mediadora Alexandra Rasquette foi a que apresentou condições mais vantajosas.

Cumpre-nos igualmente informar que decidiu-se pela suspensão do protocolo com a Restaurar e Conservar uma vez que foi verificado a sua não aplicação por parte desta. Apesar do processo negocial ter acontecido desde Junho de 2016 e ter sido ratificado entre as partes no final de 2016, razões internas imputáveis à primeira e a que a ARP é alheia determinaram que a sua aplicação não tivesse acontecido durante estes três meses. Optou-se assim pela suspensão do referido protocolo, não inviabilizando, contudo, que o mesmo não possa vir a ser retomado novamente, uma vez ultrapassados os constrangimentos que impedem a sua aplicação.

Reiteramos o expresso na nota produzida em 29 de Dezembro de 2016. Dado o sentido pioneiro que esta iniciativa tem no seio da ARP, torna-se imprescindível o vosso testemunho para que possa ser aferido o correcto funcionamento dos vários protocolos e possíveis constrangimentos que ocorram. Só assim conseguiremos proceder a ajustes que se revelem necessários e assegurar o pleno funcionamento de uma medida que vem merecendo o nosso maior empenho, e consideramos fundamental como factor de valorização da condição de associado.

 

Pela Direcção da ARP,
Luís Filipe Raposo Pereira



1995 © ARP - Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal. Todos os direitos reservados.
Morada: Rua Saraiva de Carvalho Nº8 - Águas Furtadas, 1250-243 Lisboa - Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | Facebook